2 de jul de 2018

2 de julho.

Nasce o sol a 2 julho. Brilha mais que no primeiro.
Minha vó Celestina repetiu estes versos para minha mãe em todos seus aniversários. Este ano descobri que também é aniversário de sua cidade natal.
Minha Mãe - d. Neyde, obrigada por tudo. Espero que saiba entender nossas dificuldaddes. Quisera nos soubessemos, como hoje, sobre os descaminhos da mente, sobre a depressão e a demência. Certamente, a senhora teria vivido melhor.
Sou especialmente grata a Neima Oliveira por tudo que fez pela senhora e a Neiva Costta, que numa fase dificil de vida, mesmo assim, deu seu máximo.
Walney Oliveira será sempre o caçula e ensina ao pequeno João as suas estórias.
Todas suas netas lhe orgulhariam Agnes Bezerra Cissa Bezerra Joana Oliveira e LenaVitória e guardam com carinho suas lembranças de um  tempo bom e uma vó carinhosa.

Que o Pai seja lhe generoso. Sempre o sol de 2 de julho brilhará para a senhora.
Com amor,

23 de jun de 2018

8 ou 80

Ando sumida, mas creiam, não abandonei este cantinho. A saúde vem pregando peças e só sem ir ao trabalho, levei quase 40 dias. Logo eu, que sou caxias.

De gorda virei magra e, até aí, tudo bem e esperado...mas não parou por aí e agora estou abaixo do peso e lutando para não consumir o resto dos músculos.

Essa vida engraçada, onde levei anos lutando para ver o ponteiro da balança baixar, agora tento empurra-lo, a todo custo, para frente.

A todo custo mesmo!, Como de h/h, tomo suplementos e gasto o mínimo de calorias.

Voltei ao trabalho, mas não sei por quanto tempo, me canso para dirigir e só consigo cumprir 1/2 jornada. Tenho contado com o carinho e compreensão dos colegas e Seu Augusto, mas para tudo há um limite.

Passo pouco no facebook, instagram e aqui. Sinto a falta dos poucos que aqui passam ou passaram. Não quero ficar de queixas.

As filhas estão preocupadas e os urmaos também.

Passei um café, vim aqui e deixo beijos saudosos. Espero em breve, estar na normalidade.

Paz e bem a todos.

5 de mai de 2018

João grandão

Meu menino rapaz,
Estou misturada e com gosto de soro caseiro, sal e açúcar na medida certa e que salva.
O sal vem da lágrimas saudosas que a distância vai impor  e o açúcar  vem da doce  certeza de que um mundo novo, colorido e cheio de oportunidades, tá se abrindo para você.
Por muitas vezes, nos brasileiros, de costas  aos países hermanos nos esquecemos que somos latinos. Os latinos tem honra das suas origens, tem orgulho das seus produtos e tradições.
Um mundo de oportunidades se abre...a família  cresce, vai experimentar a parceria, alegria e dores  de cabeça de ter irmãs. É a vida do primo Rafael, só que contrario porque ele era caçula cercado de irmãs.
Uma nova língua para desbravar e não  só  aprender....vai ser do formal ao coloquial, do mais reverente até  as piadas que vai demorar a entender. Pratos novos, roupas novas, praias novas, maiz , maiz e papas, suspiros e  muita coisa gostosa.
Uma coisa não  vai mudar nunca: Te amo, te amo e te amo.
Tente, invente, mande fotos, zap, e-mails ou sinal de fumaça, mas fique por perto.
Sempre serei sua tivozinha para qualquer conversa, novidades e pitos também. Se souber que tá  aprontando...mando esporro em  portanhol!!!!.
Siga alegre e se abra ao seu novo mundo.
Beijos e beijos meu Joāo Eduardodeodo.

7 de abr de 2018

Sem ele.

Se me perguntam se estou feliz com Lula, se estou contente com o PT e suas alianças, digo-lhes não, mas já me adianto em dizer que não  reconheço outro caminho, não reconheço outra força aglutinadora igual. Aos que pensam que nos sairemos mal com a prisão dele, se enganam.
Se houvesse prisão  dos Aécios e tantos outros, talvez Lula passasse por mais um preso, mas o tornaram "o preso", o bode expiatório e, não  entenderam, que atiçando  a brasa é que se acende o fogo.
Hoje é  a missa de d. Marisa e até  na data,  no afã  cego,  bobearam e resgataram a história, somaram fatos a injustiça e desrespeito. Lula, viúvo  e os brasileiros órfãos de lider terāo mais um motivo para marcar o 7 de abril.
Não será  o Dia do Fico, ainda que próximo, será  o dia do ficamos, ficaremos e lutaremos porque para uma geração  que enfrentou a tortura, construiu ideais, chorou seus mortos, se decepcionou com o próprio partido e não debandou, esta será apenas mais um etapa a vencer.
Voltaremos a reconstruir o pensamento na lógica da luta diária, no exercício  cotidiano das nossas atividades, sem grandes mídias, com força e perseverança, de cabeça erguida e outros lá  Lularão
Força  na luta amigos, tempos duros estão a frente.

Pharmacia

As Farmacias Sant'ana estavam entre as famílias da Bahia desde o tempo que Pharmacia se escrevia com Ph.
Lembro-me de ler no alto da parede, acima das prateleiras de medicamento: - c não tome remédio  atoa , consulte o seu médico, ele é o guardião  de sua saúde"
A Santana, se não  estava presente em todos os bairros da cidade, estava presente em todas as suas regiões, das ricas às pobres, da cidade alta a baixa, do subúrbio aos pontos nobres.
Muito antes do conceito de rede ser difundido,  as farmácias  já trabalhavam assim. Foram inovadores, eles e os supermercados Paes Mendonça.
Assim como Gilette que passou de marca à sinônimo  de produto,  ambos tinha esse status quando se falava em farmácia  ou supermercado.
Ontem a Santana fechou sua rede, que chegou a ter 172 lojas  e, das 54 que ainda funcionavam, apenas 4 ficarão  até  o final dos produtos. Centenas de desempregados. Muitos fizeram carreira de atendente a gerente, de faxineiro a balconista.
Em 2012 a família Sant'ana deixou o negócio. Já não  contavam com o patriarca e um incêndio  ( acidental ou proposital ) os fez vender para uma holding, que diria azarada. Comprou dezenas de diferentes negócios em diferentes estados e faliu todos.
O fato é  que a Sant' ana agora só existirá na memória dos poucos que como eu recorreu aos seus balcões  ou levou dolorosas agulhadas de injeção  de bezetacil.
R.I.P Farmácia Santana e procure por aí as Óticas Viúva Neves , a calçados  Pestalozzi, Clarck e outras do seu tempo.
Abraços

17 de mar de 2018

Tempo suspenso

Cafe se toma quente ou gelado. Uma bebida de extremos, onde o equilíbrio não  eata  no meio, eata  nós extremos.  O equilíbrio vem da escolha deste ou daquele.
As vezes, confundo  o meu estado de espírito com o café e levo a vida como um se fosse café mal escolhido. A vida não  deve ser levada assim. Aliás, a vida não  é para ser levada e sim, para ser sentida, vivenciada no presente.
Ando assim  nós extremos e tenho que retomar. Talvez, o cansaço tenha chegado cedo, a saúde  tenha miado e a coragem escapou pelo furinho, que vi e negligenciei.
Em verdade ,  isto  não  caracteriza um tempo de extremos. Pior, um tempo morno no qual se perde o sabor do café.
Quando me dou conta e parto a ação, vem  o quente e forte ou o fraco frio.
É  imperativo mudar, sair deste tempo suspenso pelas cordas da saudade, da quietude das boas memórias  ou da imobilidade cheia de precauções.
Envelhecer não  deve ser sinônimo de desistir. Preciso reagir.
Bjs