30 de jul de 2012

Capuccino e Petit Gâteau

Ando meio entediada com a minha recuperação da cirurgia, cheia de ¨não podes e nã deves". Tá tudo tudo muito bom, tudo muito bem, mas realmente...já tô ficando lerda!

Para compensar, hoje resolvi fazer um capuccino de verdade, misturando um bom espresso, leite e espuma no ponto. Descobri que o segredo da espuma é não mergulhar o bico muito, deixar o leite dobrar de tamanho e ir rodando a jarra enquanto faz a espuma.
De tarde, resolvi fazer uma gracinha para Cissa e arriscar a fazer um Petit Gâteau. Não tive medo errar porque, em verdade, este bolinho surgiu de uma receita que falhou. Quem sabe, com um pouco de sorte, descubro uma nova receita de sucesso...rsrsrs.

Fiz, ficou ótimo e aproveito para partilhar... mas lembrem-se a melhor combinação é café e bolinho!!!

INGREDIENTES
6 ovos inteiros;
100 g de açúcar;
20g de farinha de trigo;
300g de chocolate;
120g de manteiga.
Para cobertura use calda de chocolate com café.

PREPARO
Derreta o chocolate com a manteiga no microondas, mexendo a cada 15 s e reserve;
Bata os ovos com o açúcar até virar um creme claro. Peneire a farinha com o chocolate e junte ao creme, misturando devagar;
Adicione o chocolate, misture e despeja em forminhas untadas;

Asse em forno alto por 10 minutos;

Desenforme e sirva de imediato ou reaqueça no microondas por 10 s antes de servir, cubra com calda ou decore o prato com  calda e rale um pouco de chocolate branco por cima para fazer o contraste.

29 de jul de 2012

Filho de peixe, nem sempre peixinho é!


Sempre acreditei no ditado ¨filho de peixe, peixnho é ", mas não é verdade. Conversa de pescador, que muda com a maré.

Como acham que fiquei com a constatação: Alegre? Triste? .


Aprendi a esperar a maré reversa e uso conforme me agrada! Tá duvidando, vejam vocês:


- Tenho duas filhas, só uma gosta de café;

- Não sou boa de lógica, as duas são;

- Tenho um bundão e gosto de saía justa e elas detestam.

Isso só para exemplificar...


Entre um cafezinho e outro, me pego pensando que nunca gostei de ser ¨murista” ou oportunista.  Decido: - estou feliz com a constatação!

Vou fazer um café  e explico a base da minha decisão. As minhas filhas são mais solidárias que eu, mais centradas, mais politizadas, responsáveis e cidadãs....mas se disserem que fazem café e bolinho melhor que o meu.... Hum, mudo de ideia na hora!

Ops! ato falho e mais um maldito ditado: o uso do cachimbo é que deixa a boca torta!



26 de jul de 2012

Bolo de avó com café preto


Hoje o bolinho do café será de uma receita especial de uma grande avó. Quem olha para ela e toda sua brabeza não imagina o quanto é farta e generosa, na medida certa como  o seu maravilho bolo de milho. Aliás, milho que ela sabe como plantar de solteiro, de consórcio, de sequeiro e de irrigado e com quem aprendi a fazer, no papel quadriculado, evolução de rebanho. Coisa que um rebanho de agrônomo não sabe fazer no computador. Valha-me minha velhinha!
Velhina. Assim a chamo desde que éramos jovens e nem netos ela sonhava em ter. Velhinha Pitadeira de Cigarro e, que  como eu, adora um café. Com ela compartilhei trabalho, alegrias e tristezas – uma amiga de verdade!
O caminho do tempo nos afastou e lá vieram os netos e a reencontrei avó.  Avó de colo generoso, mas fofuras e frescuras não é a cara dela. Ela é avó de tomar conta e dá conta, de nutrir e amar e...de fazer bolo.
Apesar desta homenagem, confesso: - morro de ciúmes dos netos dela!
Lançada a flecha do ciúme, parti para vingança e instituí:  - todo ano no meu aniversário, com tempo ou sem tempo, ela tem que fazer o bolo de milho, que como sozinha e escondido de todos, até das minhas filhas!
A velhinha “agronima” (rsrs) é competente, trabalhadeira, valente e gosta de café e bolinho.  Te adoro minha amiga irmã Vanúsia de Fátima!
Para esta avó maravilhosa, amiga dos netos e porto seguro da família  e amigos, rendo a minha homenagem e, para pagar meus pegados “ciumísticos” posto a receita do bolo de milho, já que do meu, não dou nem um pedaço... rsrs

Beijos afetuosos regados a um bom café e bolinho.
P.S Se usar margarina na receita  e não comer tomando café, ela lhe pega!!!!

Bolo de milho da minha velhinha
ð  Ingredientes
ü 2 xícaras de açúcar
ü 2 xícaras de farinha de trigo
ü 2 xícaras de flocos de milho (ou milharina vitamilho)
ü 500 ml de leite de coco
ü 6 colheres de sopa de manteiga (não use margarina)
ü 6 ovos
ü 1 xícara de queijo ralado (opcional)
ü 1 xícara de coco ralado (opcional)
ü 2 colheres de sobremesa de fermento em pó

ð  Modo de fazer

ü Bater as gemas com o açúcar e a manteiga.
ü Acrescentar aos poucos a farinha de trigo misturada com os flocos de milho, o coco e o queijo alternando com o leite de coco.
ü Acrescentar o fermento e por último as claras batidas e misturar bem.
ü Colocar numa assadeira ou forma (untada e polvilhada com farinha de trigo) para assar
ü  (40 minutos de forno 180º).

24 de jul de 2012

Final Feliz!



13 de jul de 2012

Gracias

<><><><></><>
</>

Gracias a la vida - Violeta Parra, lindamente cantada por Mercedes Sosa

Gracias a la vida que me ha dado tanto.
Me dio dos luceros que, cuando los abro,
perfecto distingo lo negro del blanco,
y en el alto cielo su fondo estrellado
y en las multitudes el hombre que yo amo.

Gracias a la vida que me ha dado tanto.
Me ha dado el oído que, en todo su ancho,
graba noche y día grillos y canarios;
martillos, turbinas, ladridos, chubascos,
y la voz tan tierna de mi bien amado.

Gracias a la vida que me ha dado tanto.
Me ha dado el sonido y el abecedario,
con él las palabras que pienso y declaro:
madre, amigo, hermano, y luz alumbrando
la ruta del alma del que estoy amando.

Gracias a la vida que me ha dado tanto.
Me ha dado la marcha de mis pies cansados;
con ellos anduve ciudades y charcos,
playas y desiertos, montañas y llanos,
y la casa tuya, tu calle y tu patio.

Gracias a la vida que me ha dado tanto.
Me dio el corazón que agita su marco
cuando miro el fruto del cerebro humano;
cuando miro el bueno tan lejos del malo,
cuando miro el fondo de tus ojos claros.

Gracias a la vida que me ha dado tanto.
Me ha dado la risa y me ha dado el llanto.
Así yo distingo dicha de quebranto,
los dos materiales que forman mi canto,
y el canto de ustedes que es el mismo canto
y el canto de todos, que es mi propio canto.

 

Gracias a la vida que me ha dado tanto, tenho  filhas, família, amigos, irmãos, irmãos fraternos,  instrutores, Mestres e muitas, muitas boas lembranças para serem regadas a um bom café e bolinho!!!

Beijos e abraços fraternos.

  Nouredini..'.



8 de jul de 2012

Antes tarde do que nunca!


Inaugurando a minha fase tardia de "prendas do lar" hoje fiz "Cupcake de Brownie de Chocolate", que será acompanhado de um espresso ou um capuccino. A receita é simples, mas aviso: - é bem, bem doce e fica com a casquinha adoravelmente quebradiça!

125 g de gotas de chocolate;
125 g de manteiga sem sal;
2 ovos;
300 g de açucar refinado;
1 c.c de açúcar de baunilha;
115 g  de farinha de trigo.
Não usar fermento.


1. Derreta o chocolate e  a manteiga no microondas e reserve;
2. Bata os ovos com o acúcar até virar creme;
3. Junte o chocolate e afrinha ao creme de ovos e açúcar e misture bem;
4. Coloque em 12 formas cupcake e asse  em forno  a 180º por 35 a 40 minutos;



DICAS
  • Não usei cobertura, mas você pode usar chocolate derretido ou outra a seu gosto;
  • Coloquei amendoas lamindas na massa, pois dá um toque especial;
  • Fiz meu proprio açúcar refinado batendo açúcar granulado seco, em alta velocidade, no liquidificador;
  • Sempre esquente o forno por 5 minutos antes de colocar seus bolos.