26 de ago de 2015

Fotos amareladas aquecem o coração!


Hoje a saudade bateu ao rever esta foto que a minha irmã publicou no Facebook! Tive que tomar um café para me recompor.




1987


Minha mãe expressando todo seu carinho pelas netas Agnes  e Cissa . Meu pai, como sempre, chegando das compras. Como certeza, as levou para o melhor dos passeios com ele:  uma ida ao supermercado  com direito a passeio de ônibus, compras de sabonetes, caixinhas de passas, lata de goiabada, frascos de alfazema. 

Eles eram simples e amorosos e  conseguia faze-las felizes com o pouco que podiam ofertar porque enorme mesmo, era o  amor. Deles elas  têm as melhores lembranças.

Obrigada Neima por ser a guardiã das nossas memórias e sempre nos surpreender com lembranças. Hoje você me fez chorar de alegria e saudade porque a vida é assim "feita de pedaços alegres e tristes, unidos".

Pai, mãe, obrigada por tudo. Hoje sei o quanto fizeram por todos nós. Na quinta feira, durante o casamento de Agnes, todos seus filhos e netos sentados em volta da mesa, relembramos de vocês e repartimos nossa alegria com os dois, que continuam vivos e presentes em nós!

Com amor,

Heidinha ( Nouredini)

4 comentários:

  1. Olá Nouredini !
    Temos estado sumidas... as duas, para não haver inocentes.
    Pois eu gostei muito de ver os noivos, o vestido ficou uma delícia (fala quem sabe) o tecido por si só já estava devidamente enfeitado, pelo que só um bom corte era necessário. E foi isso mesmo que aconteceu. Todas merecem felicitações (depois da noiva) porque produziram beleza e bom gosto.
    Eu já tinha deixado no post anterior os meus cumprimentos de Parabéns, mas ainda não havia dito nada quanto ao fato, e hoje aqui estou "a fazer justiça" ao que é belo.

    Nouredini, os nossos pais continuam a viver na nossa lembrança, mas as recordações fazem doer... É quando os sentimos mais longe, e longe para sempre. Um cafézinho ajudou-a a recuperar coragem, tem de ser.

    Minha amiga, vou estar uns dias longe do blog, longe de todos vós. Vamos até ao Algarve, talvez até ao fim do mês. Também já disse ao nosso amigo Zito.
    E por hoje é tudo, com abraços apertados, saúde, e bem estar.
    Dilita

    ResponderExcluir
  2. Não há nada como a memória nestas viagens cósmicas que, por vezes, realizamos ao passado da nossa história...Sim, porque para ter passado é preciso ter história ou, dizendo de outra forma, é preciso ter vivido algo que nos faça feliz recordar...É o caso! Pequenas coisas que vão preenchendo o nosso baú das recordações que hão-de fecundar as nossas futuras viagens ao passado...Viver, enfim!
    Braça apertado,
    Zito

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita. Deixe seu comentáro, enquanto passo nosso cafezinho.