27 de abr de 2017

Para eles com carinho.

Neste final de semana prolongado seriam comemorados os aniversários  de meu pai, o seu Vavá, e de d. Célia, a minha primeira sogra e segunda mãe. Seguidinhos ...ela em 30/4 e ele 1/5. Ela fazendo 90 e ele 92.

Ela ativa e sempre pronta, nasceu de vésperas como se diz por aqui. Ele, como sabia que trabalharia até o último instante, escolheu o feríado. Ambos marcados por muito trabalho digno, assim e não por acaso, nasceram vinculados ao dia do trabalhador.

Vindos de berços totalmente diferentes, meu pai pobre e do interiror e a minha sogra de família de boa condição, nascida e criada na capital, tinham em comum o bom caráter, a justeza do julgamento e a solidariedade para com o próximo.

Por meios diferentes alcançaram os estudos e a formação profissional. Ele nunca enriqueçeu e ela, os descaminhos da vida a tornou pobre. Entretanto, aos filhos de ambos nada faltou. Todos formaram e deram alegrias.

Ambos eram e são amados pelos filhos e netos. Morreram relativamente jovens, ainda na casa dos sessenta e não viram muitas das nossas conquistas. Devemos a eles a maior parte do que somos e temos.

A eles seremos eternamente gratos.

Hoje os lembro com carinho e uma saudade cheia de boas lições de vida.

Que a nova caminhada deles seja justa e cheia de oportunidades.

Para sempre e com amor,

Heidinha - Nouredini

2 comentários:

Obrigada pela visita. Deixe seu comentáro, enquanto passo nosso cafezinho.