20 de mar de 2014

Talvez, um pouco tarde para Zanzibar!

Estou em casa por concessão do meu chefe que assustou-se com meu "piripac" de pico hipertensivo e PA de 23/18. Fui para emergência com direito a ressaca de remédios,  restrições e prescrições.

Confesso que o risco de de um AVC me assusta e lembrei-me dos percalços de saúde de minha mãe e me rendi a licença extemporânea. Já diminui o sal na dieta, vou retomar o controle alimentar,  passarei a ter uma noite livre na semana e cuidarei de fazer a minha própria comida, mas difícil ou quase impossível é cortar o café.

Tenho me esforçado para tomar apenas  4 e olha que acabei de comprar um nova maquina da De longhi e moedor Espressione. Todo esforço é valido no risco de ficar inválido!

Minha mãe tinha frequentes isquemias e Avcs que acabaram deixando-a sem a completa razão, muito cedo. Tenho a obrigação e a responsabilidade de me cuidar.

Restrições sempre nos aguçam a vontade daquilo que estamos impedidos e, frequentemente, tenho me pego pensando em levar um longo período viajando.

Nunca fui amante de viagens, ainda mais de viagens longas, mas alguns documentarios e amigos tem me despertado e levou-me a fazer umalista:

- conhecer Mont Blanc e estar na fronteira entre 3 países.  Sair por França, ver Italia voltar por Suíça;
- Ir ao Haiti e lá trabalhar um período;
- Passar uns meses em Portugal viajando e talvez, até morar;
- Voltar aos Andes e conhecer o Titicaca.
- Ver o mar de um pátio na Grecia;
- Saborear Cabo Verde com direito as lembranças emprestadas dos amigos que lá viveram ou vivem;
- Conhecer as Maldivas; e,
cultivar algas comendo mariscos em Zanzibar.

Boa parte das viagens exigem dinheiro e boa saúde,  além de tempo e disposição.
Sendo realista, será que tenho os requisitos para a empreitada?
-Dinheiro se faz com trabalho e economia, mas para isto é preciso saúde, que gera disposição,  que requer disciplina e tempo.
Afinal quem vem antes o ovo ou galinha?

6 comentários:

  1. Mina querida amiga, V. pode considerar-se ressuscitada e aínda bem que os seus amigos deste lado do Atlantico só vêm a saber da coisa "a posteriori" salvo o que teríamos corrido risco identico...A minha TA costuma andar pelos 15/7, o que já é demais e há já muitos anos que tomo medicamentos para a ter a um nivel mínimamente aceitável...Infelizmente, não sei se um café em chávena de fundo infinito será o mais indicado...Desejo que o pior tenha passado e que V. possa seguir seus senhos, de Mont-Bralc a Zanzibar ou, no mínimo, de Portugal a Cabo-Verde...Siga uma dieta aconselhável e uma vida saudável, tendo em mente que V. não se pertence integralmente: uma parte é nossa, dos seus amigos do coração e que, por isso mesmo, são co-responsáveis pelo seu bem-estar! Fique bem!
    Beijos carinhosos,
    Zito

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querido amigo

      A pressão vem sendo controla e o máximo que alcançou nos ultimos dias foi 15/10. Tenho tomado remédios regularmente e pouquíssimos café, daí a charge -apenas um sonho!!
      Saibam vocês que os tenho como minha maiores conquistas e dentre os desejos a realizar. Se não agora, um dia nesta ou em próxima.
      Estou bem

      Excluir
  2. Quem viaja para tão longe nos seus sonhos e pensa que estes sejam um dia realidade tem de fazer um pequeno (ou mesmo grande!) sacrificio. Não posso falar de Zanzibar mas posso garantir-lhe que Mont St.Michel merece ser visitado e, se for possivel, uma passagem (mesmo ràpida!) por esta zona da Touraine com seus mais de duzentos castelos (alguns visitàveis) onde as favoritas dos reis da Franca fizeram Histôria(s).
    Hà muitos anos que não descia dos 15 mas estou agora a menos de 14 mas... café so mesmo um por dia mas sentir o gosto dele (café) e da minha terra.
    Força, baiana. Não prometo dançar o frevo mas...
    Um abraço tropical
    V/

    ResponderExcluir
  3. Daqui de Portugal, segue um trabalho de um dos nossos maiores poetas, adequado a corações em recuperação:

    Poema do coração


    Eu queria que o Amor estivesse realmente no coração,
    e também a Bondade,
    e a Sinceridade,
    e tudo, e tudo o mais, tudo estivesse realmente no coração.
    Então poderia dizer-vos:
    "Meus amados irmãos,
    falo-vos do coração",
    ou então:
    "com o coração nas mãos".

    Mas o meu coração é como o dos compêndios.
    Tem duas válvulas (a tricúspida e a mitral)
    e os seus compartimentos (duas aurículas e dois ventrículos).
    O sangue ao circular contrai-os e distende-os
    segundo a obrigação das leis dos movimentos.

    Por vezes acontece
    ver-se um homem, sem querer, com os lábios apertados,
    e uma lâmina baça e agreste, que endurece
    a luz dos olhos em bisel cortados.
    Parece então que o coração estremece.
    Mas não.
    Sabe-se, e muito bem, com fundamento prático,
    que esse vento que sopra e ateia os incêndios,
    é coisa do simpático.
    Vem tudo nos compêndios.

    Então, meninos!
    Vamos à lição!
    Em quantas partes se divide o coração?

    António Gedeão, Poesias Completas

    Seguem os desejos de bons progressos cardíacos,
    Djack

    ResponderExcluir
  4. Meus meninos queridos.
    Quem não melhora com todo esse carinho!
    Creio que há algo de muito esoecial lá nas águas do Portugal e do Cabo Verde, que mistura carinho, cordialidade e generosidade ao sangue que lhes corre nas veias.
    Beijos aos camaradas Valdemar, Djack e Zito .Aproveito para incluir ao seu Augusto que me permitiu o descanso.
    PAZ E BEM

    ResponderExcluir
  5. Também de Portugal, desejo à Nouredini a melhor saúde possível para que a vida lhe corra sempre a contento do que melhor anseia, inclusive, e principalmente, o saborear de uma chávena de café com o olhar pousado no infinito. Devo dizer-lhe que eu também tenho o vício do café, a ponto de nunca me contentar com menos de 6 chávenas diárias. Felizmente, não tenho grandes razões de queixa da tensão arterial, mas claro que nunca fiando. Mesmo assim penso que nada deste mundo me poderia privar do café. E como nunca fumei, consolo-me de pensar que essa abstinência me deixou margem para outros vícios.

    Um abraço

    Adriano Lima

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita. Deixe seu comentáro, enquanto passo nosso cafezinho.