19 de jul de 2017

Uma longa gestação

Algumas pessoas levam uma vida gestando uma idéia, um propósito ou um desejo e, com o tempo,  o desejo vai perdendo as cores, desbotando ou se desfazendo com papel crepom na água. Outros se mantém firme e, a cada dia, somam uma pedrinha, uma continha a rosário dos desejos.

Assim fez meu amigo Samuel que sempre quis ser pai. A vida lhe trouxe encargos familiares, fraternos, religiosos, políticos e profissionais. Somou seminário, graduação, mestrado, nova graduação, muito trabalho de base comunitária, mas nunca deixou de acalentar o sonho de ser Pai.

Já maduro e posto na vida decidiu-se pela adoção e poi-se a andar e buscar. Faz um ano que caminha e junta argumentos e documentos. Exigências não fez, só um filho para amar e que viesse grande -aliás, os mais difíceis de achar família.

Semana passada venceu uma importante etapa, entrou no cadastro nacional e no dia seguinte lhe enviaram uma proposta: um filho pronto para amar. Paulo tem 17 anos, estuda, faz esportes, toca sax e é curioso com motores, tímido como seu futuro pai e deseja estudar.

Alguém ainda duvida da Misericórdia ou da Justiça Divina? 

Eu, as mihas filhas e alguns amigos que já arrebanhei, já estão na lista dos que vão dá reforço escolar, mostrar a cidade, ajudar nas primeiras compras de enxoval e mostrar a Paulo que ele tem um Pai querido e amado por muitos.

Meu Paizinho do Céu, que ambos tenha todas as oportunidades e possam juntos caminhar e se fortalecer.

Sou grata por isto.

Shanti




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita. Deixe seu comentáro, enquanto passo nosso cafezinho.