9 de set de 2014

Café no Paraíso

Ontem ao sair do trabalho não fiz meu percurso habitual rumo a aula de Yoga Prana. Teremos um recesso de uma semana e aproveitei para comprar um cartão de memória para o meu celular e fazer um upgrade na sua memória que pode suportar até 32 G.

Fui ao Shopping comprar o cartão e passei, como de costume, na cafeteria para um cafezinho com leite, uma água com gás e um biscoito. Estou no firme propósito de utilizar cada coisa que tenho, seja eletrônico, roupas ou louças em todo seu potencial  e parar de correr atrás de um consumo desenfreado, motivado pela mídia, a cada novo modelo ou tecnologia que é lançada - exceções ao que se referi a café, é claro!

Para terem uma breve ideia, uso um Sansumg Galaxy S3, que conta pouco mais de uma ano e a marca já lançou o  modelo S4 e agora o S5. Já entrei nas lojas, olhei e testei. Entrei na internet li especificações, diferenciais na câmera fotográfica, processador, velocidade, armazenamento mas nada me convenceu a assumir um dívida de mil dólares por um novo modelo.

É fato, que os celulares são feitos para começar a pifar com um ano e o meu já começou a travar, esquentar, falhar e se encher bugs. entretanto com a aquisição de uma nova bateria que gastei cerca de US$ 60 e um cartão de memória de outros US$ 20, ele voltou a funcionar plenamente. Restam os arranhões, o vidro já trincado e outros efeitos do mau uso que dou e estes assumo integralmente, porque apesar de ter umas 2 capas diferentes, odeio usar forro ou capa em qualquer coisa!Tenho verdadeiro trauma de coisas forradas , encapadas e protegidas - deixarei as suas marcas à mostra.

Se as minhas marcas do tempo seguem a mostra de todos porque não a do celular!

Ao sair em direção ao estacionamento resolvi contemplar o paisagismo da fachada do Shopping e me deparei com algumas belas flores e, em especial, uma me chamou atenção - A belas Ave do Paraíso, uma variedade da espécie de helicônias. No canteiro central sua beleza apresentava um certo ar de perplexidade ante ao shopping tido como paraíso de consumo. A flor - Ave do Paraíso - perplexa parecia conversar consigo e perguntar-se: Será este o famoso Paraíso Prometido!!!

Fui  para casa tomei um café e me pus a pensar neste consumo desenfreado que trona nos vidas infernais.


Ave do paraíso, variedade das Helicônias
#foresbrancaspelapaz

2 comentários:

  1. Sua ave-do-paraiso, se chama Estrelícia, na ilha da Madeira, onde existem em profusão, bem como muitas outras...
    O meu telemóvel (celular) é um Nokia, que herdei de meu neto, um modelo com mais de seis anos! Faz o que um telefone deve fazer: recebe e faz...telefonemas e pouco mais...Tem um écran a cores, diminuto e cabe na palma da mão...Custou certa de US$20,00 e gasto com ele cerca de US$7,00, por mês! Pra mim, chega!
    Bjs
    Zito

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Amigo,
      Bem que se usasse o telefone apenas para receber e fazer ligações, qualquer um deles me serviria. Em verdade o meu celular é o meu computador, meu notebook por assim dizer. Com ele trabalho, faço e recebo e-mail, planilhas , posto fotos e relatórios. Preciso que funcione bem em word, excel, pps e abra pdf. Faço fotos de trabalho e pessoais e até opero os dos bancos onde pago contas e administro as dívidas.
      Com ele fico todo o tempo cnectada aos sistemas de informações que tenho de responder para Casa civil de Governo e a ele acoplo o HD externo com todas informações da minha área de trabalho.
      Como só fico em casa , cerca de 4 horas por dia, salvo o tempo de dormida, ele é meu o computar, minha biblioteca e cx eletrônico e só não saco dinheiro, mas faço até empréstimos se necessário! contudo não precisa ser o mais novo e sim um bom smartphone, quadri core para rodar rápido e com uma boa memória.
      Quanto a flor quem derá vê-la em profusão. Aqui são raras e caras e só em livros mais sofisticados recebem este os 2 nomes.
      Bjs esclarecedores!

      Excluir

Obrigada pela visita. Deixe seu comentáro, enquanto passo nosso cafezinho.