17 de dez de 2014

Café e amor estimulam e revigoram!

Uma das verdades que aprendi com  Sw. Shurimahananda  é que a vida é feita de pedaços alegres e tristes unidos e que devemos tirar de todos eles um aprendizado. Na nossa última conversa, o café descia  empedrado e doído de tristezas, mas rendeu a alegria da manifestação de  caríssimos amigos. Além disso, fui brindada com um presente da minha filha, aliás com mais um, além da sua companhia em todo percalço: - ele me presentou com um chá de casa nova, um chá virtual para repor minhas perdas e continuar dando vida aos meus sonhos!

De verdade, o gesto merece comemoração e  muita gratidão. Sei que nossos amigos também passam por suas crises, problemas familiares e não poderão fazer muito, mas sabe-los junto é reconfortante e ajuda enfrentar com dignidade o que vier pela frente.

Sou grata a Cissa pela  presença marcante em todos estes momentos, pela criatividade e amorosidade e porque da soma das nossas lágrimas, ela pôs mãos a obra e criou: 



Na abertura vocês verão mais que um carinho porque ela me encheu a bola e o coração com o texto abaixo. Passem lá, basta clicar no link ou copia-lo no seu navegador. 

Vá sem preocupação de contribuir, o que mais quero é a sua visita.

Veja como o amor é capaz de criar e como a crise é criadora.


Bjs e até lá!




"Minha mãe Heide, conhecida por muitos como Nouredini, é uma das pessoas mais fortes e batalhadoras que já conheci. Dela aprendi que tudo posso e que com trabalho vamos longe. Com ela também aprendi que os nossos pilares de sustentação estão na família e nos amigos.

Decidi tomar essa iniciativa, pois quero apoiá-­la neste novo passo da vida e sei que muito de vocês também, portanto, que tal ajudarmos na preparação da casa nova?

Com seu extremo bom gosto, ela criou um projeto charmoso e de baixo custo, mas a hora de colocá­lo em prática chegou!

Aqui você poderá escolher como quer contribuir com este projeto. Em contrapartida, garanto muitos cafézinhos feitos pela própria dona da casa. Vamos nessa comigo??

Um abraço,

Cissa"




Um comentário:

  1. Querida Nouredini

    Muito obrigada pelas visitas no meu birras. Tenho andado afadigada, e ainda não tinha agradecido às amigas, sobretudo à Nouredini que é especial. Hoje escrevi uma espécie de conto de Natal, acabo de o colocar, e aproveito para enviar os meus agradecimentos, e desculpas pelo meu adiamento...
    Fico penalisada, porque a amiga está a sofrer por causa da nova casa, ou por causa de pessoas que lhe fizeram ir além das despesas previstas. Eu gostava de a ajudar, como outras pessoas o irão fazer; mas como ? Há 15 dias mandei uns chocolates para Cuba, e arrisquei mandar dinheiro dentro dum livrito. Olhe até chorei : abriram a caixa, roubaram parte dos chocolates e o dinheiro. Aqui em casa ninguém sabe do dinheiro, andei a chorar ás escondidas...e ainda não esqueci.

    Quando eu tomar café pela xicara de louça azul, também vou pensar na Nouredini.
    Beijinhos
    Dilita

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita. Deixe seu comentáro, enquanto passo nosso cafezinho.