17 de fev de 2013

Café inédito: aumentei 18 cm na história da minha vida.

Bote inédito nisto,  tinha  dois títulos para um só post - Quem conta o conto, enfeita a estória ou Café inédito: aumentei 18 cm na história da minha vida.  Fiquei com o segundo e poderíamos ter um terceiro: 18 cm de aprendizagem e 18 cm de pura paixão.  Na verdade, este último poderia lembrar mais o título de filme pornô, logo desisti.

Ando meio esquisita  e com a gripe  “Ziriguidum” não tenho tomado muito café. Creio  que isto tem afetado a minha lucidez e em meio a delírios febris resolvi recontar a história da minha vida e não coube mais nos  18 cm de pulseira que tinha!
Em tempos de gripe, dou uma receita para este post – leia antes  “ café confesso; - uma vida contada em 18 cm “ . Vá por mim., dá tempo enquanto passo seu café, tá no lume com diz meu amigo Zito. Vá, mas volte.

Continuando ...o resultado obvio , além do saldo devedor no cartão,  tive que comprar outra pulseira e entraram muitos outros berloques.O lado do aprendizado, tomou fórum de pulseira e ganhou os acréscimos:

 - uma nota musical, por todos nós temos um som, uma canção própria, uma oração;

- Uma pirâmide , pela sua geometria perfeita como todo universo;
uma matrioska, que lembra maternidade e que nos podemos nos parir sempre, nos regenerando;
- um relógio porque nós fazemos o nosso próprio temo. O tempo é do homem;

-  um bolo confeitado escrito feliz aniversário, porque quando criança adorava olhar as vitrines das confeitarias e atualmente comemoro dois aniversários: o dia que nasci Heide em 3/6 e o dia que nasci Nouredini em  1/1 e sempre tem bolo. Também, porque odiava aniversários e aprendi a gostar de comemorar e do seu significado disto;

- uma mala , no sentido de bagagem. O que precisamos carregamos dentro de nós;

- um budha, para lembrar o conhecimento de todos os buddhas como o Cristo e Siddartha e pela infinita Misericórida, que todos nós possamos, um dia, vir a ser um;

- uma chaleira, com símbolo da paciência, do ritual, da plena atenção e do cuidado;
-  uma casa para lembrar as perdas superadas: uma longa história pessoal para muitos cafezinhos. Ou melhor, que muitas vezes, os  ganhos vem transvestidos como perdas.
citado.

Além de todas as coisas que já estava por lá, creio agora tá tudo representado e  explicado, restando exercitar, senão perde seu sentdo.

O lado das paixões ganhou seus reforços e assumiu seus próprios 18 cm de pulseira :
- dois anéis cheios de pequenas flores porque adoro flores de mato, aquelas que brotam em cercas ao longo dos caminhos, cantos de calçada, matagais - urbanas ou rurais - todas são lindas!

-  um pierot apaixonado dos velhos carnavais. Adoro marchinhas, sambas e batucadas e para todos que sempre amam, quebre a cara ou não!

- uma cenoura para lembrar a roça, o rural, que tanto repeito e sobre o qual  trabalho de forma apaixonada. Poderia ser uma vaca, um porco, mas a primeira vez que mudei paro interior a serviço, fui trabalhar com irrigação comunitaria, acho que a cenoura é um bom símbolo!

 - um chapéu de chef para quem sabe, no futuro,   o café e bolinho deixar de ser virtual tornar-se  uma cafeteria e um ponto de encontro;

 -um nó tibetano que representa um sonho conhecer ou reconhecer Himalaia.  

Assim, ficou oficialmente dividida em segmentos uma mesma história. Separados por pura necessidade espacial . O nó tibetano lembra no lado das paixões que tudo é interligado e que as pulseiras separadas são pura ilusão do meu ego , um conhecimento representado lá na outra pulseira.

Elas  coexistem como tudo em nós e  podem  ser lidas juntas ou separadas. Reunem o que aprendi e  o que me tornei. Profano e sagrado, amores compassivos, paixões e sonhos.

Ego e eu, essa mistura que sou Eu.

Beijos com sabor de café com leite e sopinha pra quem tá dodói.
 
 

2 comentários:

  1. Minha querida amiga, essa saga dos 18 centímnetros começa a parecer uma ténia emocional
    e, pelo andar da carruagem, vai chegar aos 18 quilómetros e ficar demasiado inciclopédica, uma soma infinita de ansiedades permissivas por demais...Por favor, veja se se contem; 18 centimetros tá bem bom!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Achei Tenia emocional uma ótima expressão e vou passar a adota-la para tudo .que render mais do que deve!!!

      Excluir

Obrigada pela visita. Deixe seu comentáro, enquanto passo nosso cafezinho.