7 de nov de 2013

Café sonhador: - bundear e ver o budião azul!

Tenho andado cansada, talvez mais estressada e exasperada do que propriamente cansada, justiça seja feita ao seu Augusto!

Problemas de saúde na família, incertezas de ordem profissional e meia dúzia decisões por tomar tem me deixado com uma enxaqueca que tá virando rotina. Para driblar a dor e o aborrecimento, alimento o sonho de um dia inteiro a bundear na nova casa do meu “cumpadi” Cadito , andar nas areias da sua praia , quase particular, e poder fotografar um belo budião azul com suas escamas turquesa a cintilar no sol.

Não sou fã da ilha de Itaparica, mas ele mudou-se lá para o finalzinho, já saindo da ilha, num lugarejo pouco badalado. Deixou Salvador e seu barulho para trás  e instalou-se de corpo e alma, frente ao mar, quase sem vizinhos e na companhia dos seus cachorros, numa enigmática casa em forma de geométrica duvidosa. Sua companhia permanente é o vento, o mar  e uma vista de longe, muito longe de Salvador, quando as brumas do dia permitem avistar.

Nunca foi de fotos, mas chegando lá inspirou e tem escrito um poético diário feito de imagens dos dias e noites do seu belo pedacinho de mundo. Como tenho um conceito que foto é  80% olhar e sensibilidade e 10% de técnica, arrisco a afirmar que ele já é um fotografo rumo a exposição.

Entre a casa e o mar há um grande espaço para preencher de plantas e jurei, de pés juntos e dedos em cruz, ajuda-lo com isto, intercalando plantas entre os coqueiros e cercas já existentes. Vale tudo, menos tirar a vista permanente do mar.

Enfim, vislumbro a oportunidade. Armada de coragem para me enfiar no ferry boat e pegar a estrada sozinha, estou partindo.  Armanda - isto mesmo, não é arrumação é armação – tipo trempe porque vai panela, máquina de pão, tênis, chinelo, rede, panela de ferro e de de pedra sabão , catálogos de paisagismo  e montes de lembranças e guloseimas que as filhas estão enviando e, se tudo correr bem,  amanhã mesmo estarei lá .
O cafezinho da tarde será na sombra dos coqueiros, de vista para mar e balançando na rede, depois de cumprir minhas obrigações e promessas e na manhazinha tomaremos outro, vendo o sol nascer, qual na foto, enquanto o pão assa .

Beijos salgados e esperançosos.



 Fotos Cado Bezerra - Carlos Herval









...sosseguem, em inveja não é pecado!
 

4 comentários:

  1. Seu Augusto é o cara mais sortudo que eu não conheço...Incluíndo o vento e o belo peixe!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querido,escapou ao seu olhar atento que nao formei o 100%
      Viu que preciso de uma parada?!

      Excluir
    2. Querido
      Cadito é o dono da casa e não o seu Augusto.

      Excluir
  2. As minhas desculpas pela confusão...A idade, afinal, não perdôa! E Você está é necessitando de uma boa injecção de esperança e optimismo...Como vão, afinal, suas herdeiras?
    Bjs
    Zito

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita. Deixe seu comentáro, enquanto passo nosso cafezinho.