25 de mai de 2014

Beijos quentes e verdadeiros, beijos de café.

Obrigada meu querido cafezinho, hoje é seu dia aqui no Brasil!

Neste mundão de país cheio de sotaques, desigualdades, costumes e variadas crenças, você permanece presente nas casas, das mais simples as mais chiques.

Bebido por fraternos, hipócritas, gentis e brutos, amantes e amados. Presente nas casas onde o bule descansa solene ao lado das brasas do fogão de lenha até onde você verte da mais moderna e imponente cafeteira.

Do chic e artesanal café obtido noglobo de vido ao coador de pano marcado pelas borras,  do jeitinho da nossa alma brasileira.

Meu cafezinho, hoje lembrei que na casa da minha vó Laura tinha pés de café.Uma lembrança oportuna para o seu dia e lhe digo, hoje se pudesse, tomava um café torrado na bola,  caldeado com rapadura e moída no pilão.

Meu querido, você me põe de pé,  aclara as idéias e faz companhia. Me trouxe os mais recentes e queridos amigos.

Beijos quentes e verdadeiros porque darei os meus lábios ao seu toque daqui a pouquinho, em mais um cafezinho.


****

Imagem da Feito a Grão

2 comentários:

  1. Falando de sua avó, Laura, me recordou minha mãe, Laura, apaixonada bebedora de cafézinhos, de manhã, à tarde e à noite, quentes e fumegantes e, sem açúcar...Infelizmente, nem o excesso de cafeína a furtou ao sono eterno...
    Beijão,
    Zito

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A este sono, caro amigo, graças a Deus não escapamos. Já pensou que tortura uma vida eterna neste mundinho?
      ...que pelo menos, nos permitam trocar esta velha carne!

      Excluir

Obrigada pela visita. Deixe seu comentáro, enquanto passo nosso cafezinho.