28 de mai de 2014

Sonhos, um mosaico com grãos de café.


Tenho pensado seriamente em passar uma temporada fora do Brasil. Sonho com uma vila, uma casa de pedra,  três ou quatro  cômodos e banheiro. Se pudesse o quarto seria no mezanino e com uma janela para o vale. A cozinha com um bom fogão, um guarda-comidas, um mesa grande, bancos e uma pia com bancada.

Da sala não faço exigências, só se for frio, gostaria de uma lareira. Uma cadeira de balanço, janelas largas, mesmo que a sala seja pequena. Quero uma cerca, onde se dependurem flores miúdas ou um pergolado na passagem do portão. Quase me esqueci da dispensa, que quero com prateleiras onde possa colocar o óleo recém-feito, as compotas, picles e similares.


Um forno para o pão, se não for pedir demais!

Uma cama larga, cobertas grossas e lençóis que eu mesma possa fazer pequenos bordados em ponto cruz, toalhas que possam secar ao sol ou sob o telhado da pequena lavanderia. Uma prateleira para os livros e outra para as fotos. Um espaço para fazer o meu santuário, com uma almofada e um frequente jarrinho com flores ofertadas aos Mestres.

Acesso ao mundo via internet, um mercadinho para comprar o que não produzir. Por Falar em produzir, preciso de boas leiras para ervas e verduras, não precisa muito espaço para uma pequena horta e pomar, já que será para uma ou duas pessoas.  Se tiver mar próximo, uma peixaria para fazer freguesia e posto dos correios para receber e postar encomendas.

Se possível um carro compacto, como o que uso hoje e que só sairá em viagens e, no dia-a-dia, um bom calçado para as caminhadas. Um carrinho de compras para trazê-las de pequenas distâncias.
Um lugar de poucos e queridos vizinhos, onde o cheiro do meu café possa ser sinônimo de convite e motivo de uma visita. Terá uma igreja local, mas fico com a minha fé.

Do que sei, posso partilhar na organização comunitária, projetos produtivos, associativismo e até, se me permitirem, ensinar na escola local. Também posso trabalhar em meio período ou por períodos determinados com prestação de serviços. Contanto, que sobe tempo para cuidar do que plantarei.

Tenho tudo no pensamento e com detalhes, exceto o local. Quando penso sobre isto só me ocorre Portugal ou Itália, cidades ou aldeias pequeninas. Também pode ser Grécia, mas por lá as coisas andam tão complicadas... Se optar por montes nevados, que sejam próximos a Mont Blanc.

A cada dia coloco mais um detalhe neste mosaico  e se fecho os olhos posso até visualizar em detalhes. Um dia, quando a aposentadoria (reforma) chegar ou se calhar de chegar um dinheirinho não previsto, vou dar andamento ao que venho acalentando.


Por enquanto, estou aberta as sugestões! 





















Imagens da web, meramente ilustrativas, colhidas sem autorização. Se o proprietário discordar, serão retiradas imediatamente.

2 comentários:

  1. Minha amiga, V. anda à procura do Paraíso e, como a gente sabe, isso não existe: só nos nossos sonhos!
    Bjs
    Zito

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita. Deixe seu comentáro, enquanto passo nosso cafezinho.