27 de abr de 2015

Chaura, a moça dos bolinhos


Chaura é uma figura impar, séria sem ser sisuda e bastante amorosa.  Gosta de cafezinho, mas o forte dela são os bolinhos, sempre de dois tipos e com coberturas coloridas e variadas. Na verdade, ela cuida dos bolinhos quando chegam e nem sempre chegam inteiros. Alguns vêm bem avariadinhos e ela, amosamente, os cuida.

São bolinhos meninos e meninas, envoltos em cobertinhas e mimos, alguns de saúde duvidosa. Chaura é  neonatologista na UTI de uma maternidade bastante movimentada. Bonita, madura  e jovial e discreta,esconde em si um tesouro de dedicação. Seu nome civil e Tereza, mas na Fraternidade a conhecemos pelo seu verdadeiro nome – Chaura.'.

Médica, casada com  médico, mãe dedicada e irmã preciosa, sempre nos acolhe em abraços apertados e beijos estalados na face.  Esta irmã, que reencontrei na caminha espiritual é  uma alegria e um presente.

Sabe usar o relógio do tempo, sem tempo, a seu favor e divide-se entre o marido – mano Nerutchev , filhos, casa, chefia de UTI, plantões, Casa Fraterna e o Jardim. Alias, parece mesmo uma borboleta no seu zig zag entre as coisas e pessoas.

Esta mana e seus bolinhos vivos merecem um cafezinho e hoje quero  servir-los.
um café caloroso e pleno como o seu coração fraterno.


Beijos maninha  e obrigada por existir em nossas vidas!


4 comentários:

  1. Conheço gente assim, bem pouca, no entanto,,,Quase parece terem o dom da ubiquidade e, para elas, o dia tem sempre muito mais do que as 24 horas convencionadas...Daqui saudo a mana Chaura, uma raridade, infelizmente!
    Braça franterno
    Zito

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá amigo,
      sua visita é um presente, gostaria muito que conhecesse ela!

      Excluir
  2. Olá Nouredini !

    Há muito tempo que não deixo nada escrito aqui - aceite as minhas desculpas. Sabe, eu venho sempre "cuscar" nos blogs das amigas e amigos, só que ficando calada mais parece que desapareci... felizmente ainda não, embora ande um tanto avariada do físico e a consentir que a maluqueira se instale...
    Muito grata pela sua visita no meu cantinho, e por gostar de ler as minhas croniquêlhas, talvez demasiado extensas.
    Então satisfeita na casa nova ? Espero e desejo que sim.
    Vir passear a Portugal ficou adiado sine-dia, ou o projecto mantem-se? Bem, o principal é que esteja bem, e nos vá servindo uns cafésinhos quentinhos e perfumados com aroma a .................café ! Com bolinho ou torrada de pão com manteiga.
    Gostei de ler este apontamento acerca desta sua amiguinha. A Nouredini é felizarda, porque é rica de amor das suas filhas, e rica de boas amizades.Amor com amor se paga, aqui está a razão.
    Beijinhos.
    Dilita

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida amiga,
      que alegria recebe-la aqui.
      Há verdade quando digo que, a cada dia, suas crônicas me encantam. Tenho falhado nas visitas porque a net não é muito estável lá na minha região. Meu cantinho aos poucos vai se organizando e até já plantei umas florzinhas.
      Há muito o que fazer, mas preciso ir devagar porque os custos são altos e o fantasma do desemprego tem rondado a minha vida. Isto me deixa alerta e precavida com gastos, entre elas as reformas e as viagens.Creio que de julho a frente terei um panorama a mais real.
      Desejo dias alegres, produtivos e cheios de saúde,
      Um forte abraço

      Excluir

Obrigada pela visita. Deixe seu comentáro, enquanto passo nosso cafezinho.