7 de nov de 2016

Menina medrosa

Completando um mês de cirurgia e a vida vai entrando em sua rotina. Alguns percalços esperados e administráveis. Acredito que a tudo se supera com bom humor e boa vontade.

Não temo anestesias gerais, vou para sala de cirurgia acordada e me mantenho calma e confiante. Já superei os dengos e os queixumes de outrora e se digo que doí , creia tá doendo!

Entretanto, morro de medo de injeções via intramuscular. Saí do hospital com a recomendação de tomar uma de vitamina B e outros tantos  a cada 30 dias e, pasmem, ainda não tive coragem. Acho que seria mais fácil me internar de novo e fazer nova cirurgia!

Me tiraram o café e eu me conformei. Estou de sopas e papas e vou vivendo. Já sentei numa cadeira de dentista e implantei pinos e dentes de toda uma arcada de uma só vez, casei, descasei...mas...

Falou em injeção, eu corro, eu morro de medo. Choro, lamento, me escondo!

Como pode ser frouxa uma mulher 57 anos?!

Agora que contei ao mundo, rogo a Deus em preces, que a coragem venha.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita. Deixe seu comentáro, enquanto passo nosso cafezinho.