29 de jan de 2017

Ao meu bapo com carinho.

Tenho tanto para te contar e muito mais a te ouvir. Muito maior que tudo é a minha saudade.

Já deveria ter aprendido com você que nada se tem ou possui porque tudo é ilusão, mas mergulhada neste mundo de maya em que vivo, sinto falta do seu abraço e dos seus puxões de orelhas.
Me esforço para me manter nas práticas e no caminho. Não há um só dia que não reveja um ensinamento, uma máxima hermética passar diante dos olhos,  lembrando suas orientações.

Conheci o Mestre através das suas atitudes e orientações e sempre o tive como referência. Muitas vezes, me reporto a antigas e sempre oportunas orientações, pois navegar solitário é muito mais arriscado.

Por vezes, a memória me trai e esqueço a sequência das práticas, a disciplina falha e o medo, o lapso da mente afastada, se apresenta, mas o ensinamento verdadeiro permanece.
A Fraternidade é tudo para mim. Meu esteio e minha fortaleza e você irmão, sempre representou e resumiu os ensinamentos do Mestre. 

Rogo a Misericórdia que eu esteja certa nas minhas escolhas porque elas são dolorosas demais. Sinto a falta do grupo, das práticas e da sua companhia.

Sempre sua irmã em todas as vidas.
Com carinho e respeito, Shanti





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita. Deixe seu comentáro, enquanto passo nosso cafezinho.