1 de ago de 2012

Café, comum a muitos.

Café é comum a muitos. Coisa de rico,de pobre e até de pobre metido a rico!

Quem está acostumado a cafézinho coado, ralo, médio ou forte, com ou sem açúcar, fica feliz ao tomá-lo e não especula de qual é o grão, tipo de torrefação ou moagem. Toma café e fica satisfeito. Se vier um pãozinho com manteiga, uma broa ou um bolinho, sorri de orelha a orelha e acha que está vivendo um luxo.Fica  grato e feliz.

Café no trabalho sempre une chefe e subordinado no mesmo balaio, afinal a garrafa ou máquina é a mesma. Na roça então, todos compartilham de  um café de borra e tição¹.

Tem os que tomam espresso no trabalho, em shopping e restaurantes e os que podem comprar a melhor cafeteira espresso, o  melhor grão, seu kit barista, livros e revistas especializadas, um arsenal...e assim desfrutam o café como os vinhos de sua adega ou um dos seus bons maltes envelhecidissimos.

Complicados são os médios, cafeteria espresso doméstica, médio conhecimento, leitura de internet, livros lidos em mesa de cafeteria nas livrarias, pesquisas  intermináveis por um preço acessível de um bom café. Estes sonham em ser baristas e apreciadores e sofrem com as suas limitações.

Mas...como nada é perdido na aritmética da vida, conforme a Leis, estes acabam por  aprender truques e "pulos do gato" dos velhos conhecedores  e a crescer devagar  a passos pequenos e tiram de cada conquista uma sabor de vitória. Acabam  igual ao melhor grão torrado no ponto certo, servido e sorvido na melhor companhia.

Neste último grupo me enquadro e aos amigos desta caminhada sofrida, mas vantajoso ofereço um café e bolinho.
______________
¹ café de borra e tição¹ acrescenta-se a água e ao pó de café um pedaço de brasa, que ferve a água e ao “assentar" bebe-se o café. Isto é muito usual em algumas áreas  no semiárido

4 comentários:

  1. Este "café de borra e tição" eu bebi em Angola, nas madrugadas de caça, em pleno mato...Dizem que a cafeteira não deve ser lavada...O café fica com um gosto muito especial, não sei se devido à adrenalina provocada pela emoção do momento!
    Abração,
    Zito

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Budha dizia que a vida só existe no presente, mas ao trazer boas lembranças ao presente estamos revivendo-as. Felizes as lembranças, que tem gosto de café!
      Obrigada pela parada para um café e bolinho

      Excluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita. Deixe seu comentáro, enquanto passo nosso cafezinho.