13 de ago de 2014

Casar ou comprar um bicicleta...


 Estou num impasse entre casar ou comprar um bicicleta! Brincadeirinha...kkkk, o impasse está entre comprar um imóvel financiado até os meus 80 anos ou continuar morando de aluguel e mudando quando tiver vontade e o bolso permitir, ou na mesmo, sair quando o senhorio assim resolver  ou  a ilusão de ter algo meu que morrerei pagando.

É fato que deixarei  pós morte um bem, mas sei que isto não importa as minhas filhas até porque nossos gostos de moradia não coincidem. Quero uma casa longe do centro com área em volta e na área metropolitana de Salvador, afastada e num lugar começando... começando a asfaltar, a valorizar, a chegar o básico.

Opto  por um pouco de área externa onde pousa por os meus caqueiros e plantar algumas ervas de tempero e estacionar o carro entre algumas pequenas flores salpicadas e generosas, em detrimento de uma área interna maior. Terei de me desfazer do monte de quinquilharias que tenho, mas não sei bem para que as quero, já que morando longe e as visitas serão ainda mais esparsas.

Exijo espaço para minha cadeira de balanço, uma boa cama , um pequeno armário  e 2 quartos para poder receber as filhas eventualmente. Um quarto em cima e outro em baixo, quando a saúde ou a preguiça não me permitirem subir as escadas.

Como vou usar todo meu fundo de garantia por tempo de serviço e pagarei pesadas prestações, terei que reformar meu modo de vida. Não sei o que fazer com os zilhões de coisas de cozinha porque sou compulsiva por panelas, refratários, formas , facas e utensílios, mas dá-se um jeito.

Um boa geladeira, um fogão , um microondas, um liquidificador, uma cafeteira expresso, uma  máquina de pão , uma disto outra daquilo e já tenho que parar porque não cabe! Dividirei os pertences com as filhas.
Se optar me permanecer no aluguel, Cissa continuará comigo e tudo repousará em seus lugares, inclusive o inútil e o dispensável e,  continuaremos por mais um ano ou dois juntas. Então o que fazer?

- Ainda não sei e, nem todo café tomado, me ajudou a decidir. Acabamos de assinar mais um contrato de Projeto  e tenho emprego provavelmente por mais 6 anos, o tempo necessário a minha aposentadoria..

Recolho-me  em pensamentos e meditação pedindo aos Mestres que me auxiliem , trazendo clareza a minha mente, mas onde for o caféebolinho vai comigo!


Beijos meus queridos e opinem, fiquem à vontade.







Haja quinquilharia!





Menos cabelo, menos juízo!

2 comentários:

  1. Amiga Nouredini

    É como dizia a Mara Abrantes; - uma casa com um quintal de mato verde, pra gozá e pra cuidá... (ela gostaria de ter)
    A Nouredini ainda está nova, a tempo de realisar o que deseja. Vai pensar pensar, e depois optará pelo melhor...
    Eu não sei o que será melhor, por isso não dou conselho, só digo que lhe desejo que tudo aconteça a seu contento e para o seu bem estar.
    Com um beijinho da Dilita

    ResponderExcluir
  2. Cabelo curtinho não é sinónimo de menos juízo... Cabelo curtinho dá aspecto mais leve, portanto mais jovem.
    Boa escolha!
    Abraço.
    Dilita

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita. Deixe seu comentáro, enquanto passo nosso cafezinho.