22 de jul de 2016

Virando a mesa

As irmãs Naiana e Luana nasceram em pleno semiárido da Bahia, lá no calorão de Sobradinho, cuja  barragem  inundou várias cidades e prometia ser a redenção para seca. Os pais vieram do Piaui e quem vem de lá sabe o que é calor e não se queixa por pouco, afinal tem inverno de 38 graus e verão de até 45. Não é para qualquer um.  Filhas de pais trabalhadores da hidroelétrica, cresceram a brincar no vento morno de uma cidade dormitório.  

Barragem vai barragem vem, mudaram para Xingó onde uma nova barragem se instalou. Além do amor dos pais e da irmã Aninha, em comum  todos lugares tinham o calor de vento morno, o sol no costado quando brincavam ou  a caminho escola e sonho de muitas bolas de sorvete para as três se  refrescarem.

Com o tempo as meninas vieram para Salvador para estudar e puderam seguir seus rumos profissionais.  Naiana tornou-se socióloga e Luana optou pela gastronomia. Entretanto, o mudar de lá pra cá estava no sangue e por força de casamento e opções profissionais, lá se foram morar entre o sul e sudoeste do Brasil, onde passaram a conhecer o frio, um frio que nunca tinham convivido.

De cada lugar e fase de suas vidas aprenderam a absorver o melhor. Luana tornou-se Chef e Naiana ganhou ares de empreendedorismo. Hoje estão de volta a Salvador e numa feliz parceria onde  juntaram o melhor dos mundos de sua infância e fase adulta, e assim nasceu um grande negócio, um lugar fantástico - Mondo, Gelato Artesanal!

Imagine vocês  um lugar onde as crianças podem riscar as paredes, você pode olhar  bons livros enquanto saboreia sorvetes artesanais de água de coco com abacaxi, caju, castanha do Pará com goiaba e até um sorvete de leite Ninho para não falar dos tradicionais pistache, castanha de caju, coco.... Se não gosta de sorvete, não se avexe, diz as duas num sotaque carregado, porque também sai um bom chocolate quente ou frio, café espresso ou coado, bolos caseiros  e salgados delicados como a pele delas.

Tudo, tudo  reunido no bairro boêmio  do Rio Vermelho e num belo casarão histórico. Já tem gente jurando comprar 2 bolas de sorvete de frutas, atravessar para o Largo, pedi uma vodca no bar, misturar e tomar a melhor rosca de caju.

Essas filhas de D. Assunção são meninas danadas, retadas e que souberam fazer do  limão que a vida ofertou , uma boa limonada e do calor, um gelato fantástico.

P.S ontem tomei um cafe com leite diferente: gelato de café com gelato de leite ninho e comi biscoito na casquinha 


6 comentários:

  1. Em Salvador têm-se o hábito de não informar o endereço dos estabelecimentos...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agradeço a observação. A página do mondo Gelato tem todos os detalhes, mas informo que no largo da Igreja de Santana.

      Excluir
  2. Realmente, o endereço e as referências são sempre esquecidos! Largo de Santana que número, próximo a quê e qual o telefone ou página do face?!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cristian, obrigada pela visita. Este post foi um pequeno carinho as irmãs. Recomendo a página do Mondo Gelato Artesanal. Se vc teve acesso a este post, certamente faz parte da rede das meninas!

      Excluir
    2. ...mas se apenas me deu o prazer da visita e quis fazer um alerta, segue o endereço:- Largo de Santana, 07, Rio Vermelho,Salvador. Caso não conheça o largo, como parece, fique tranquilo por é fácil de achar!

      Excluir
    3. ...mas se apenas me deu o prazer da visita e quis fazer um alerta, segue o endereço:- Largo de Santana, 07, Rio Vermelho,Salvador. Caso não conheça o largo, como parece, fique tranquilo por é fácil de achar!

      Excluir

Obrigada pela visita. Deixe seu comentáro, enquanto passo nosso cafezinho.