31 de out de 2013

Adiada a parada para o cafezinho em Portugal


Queridos amigos do além-mar, lamento informar que está adiada a viagem para vê-los neste novembro. Eu disse adiada, postergada ou deixada  “prá dispois”  mas não foi cancelada. Uma série de questões pessoais, familiares e profissionais motivaram o meu  adiamento. Os motivos são justos.

Tento trazer a mente para o presente e não sofrer com adiamento porque em nada adiantaria, só traria ansiedade e frustração. No tempo certo, provavelmente em fevereiro, estarei com todos com o mesmo entusiasmo e  alegria para juntos darmos boas risadas, trocarmos figurinhas e experiências.

No meu roteiro: -  conhecer de perto amigos com os quais, via web, partilho histórias de vida, estórias e dou boas risadas. Amigos que fiz na rede, dos quais sinto a falta  quando passa um único dia sem sabe-los. Amigos que me animam em dias tristes, exortam as minhas vitórias, compartilham lágrimas e até fazem me sentir bela.

Conhece-los de perto, tocar-lhes as mãos, beijar-lhes o rosto, tilintar taças, degustar pratos locais e partilhar uma rodada de cafezinho é um desejo alimentado diariamente, mas o adiamento não será motivo de sofrimento porque nos teremos e nos veremos nos nossos blogs até que chegue o dia deste encontro.

E quando fevereiro chegar.............diz o poeta:


Quando Fevereiro Chegar


Quando fevereiro chegar
Saudade já não mata a gente
A chama continua no ar
O fogo vai deixar semente
A gente ri a gente chora
Ai ai ai a gente chora
Fazendo a noite parecer um dia
Depois faz acordar cantando
Pra fazer e acontecer
Verdades e mentiras
Faz crer, faz desacreditar de tudo
E depois depois amor ô ô ôô

Ninguém ninguém verá o que eu sonhei
Só você meu amor
Ninguém verá o sonho que eu sonhei
Um sorriso quando acordar
Pintado pelo sol nascente
Na luz de cada olhar mais diferente
Tua chama me ilumina
Me faz virar um astro incandescente
Teu amor faz cometer loucuras
Faz mais, depois faz acordar chorando
Pra fazer e acontecer
Verdades e mentiras
Faz crer, faz desacreditar de tudo
E depois depois do amor
Amor ô ô

Ninguém, Ninguém, Ninguém Verá o que eu sonhei
Só você meu amor
Ninguem verá o sonho que eu sonhei
Um sorriso quando acordar
Pintado pelo sol nascente
Eu vou te procurar
A luz de cada olhar mais diferente
Tua chama me Ilumina
Me faz virar um astro incandescente
Teu amor faz cometer loucura
Faz mais, depois faz acordar chorando
Pra fazer e acontecer
Verdades e mentiras
Faz crer, faz desacreditar de tudo
E depois depois do amor
Amor Amor

 

Amor de amigos é verdadeiro, intenso presente – um presente dos deuses para nos mortais.

Aqui ou aí, amo todos vocês e saibam que me fazem feliz, por demais!

Em breve,  estaremos todos a bordo para chegar na Praia do bote, comer um Arrozcatum, servido em  Renda de birras e com muito Cafeebolinho ao final, enquanto olhamos as fotos com o seu Tuta.

Beijos queridos, beijem os seus porque deles também quero a companhia.


P.S.  Sr. Olimpio, gentileza reagendar no salão, obrigada. 
 
 

Fotos do brunch servido no batizado da sobrinha Sophia porque momentos bonitos e gostosos me lembram vocês.
 

 

 

4 comentários:

  1. LAMENTAMOS MAIS OS MOTIVOS DO QUE O ADIAMENTO,,,VAMOS REZAR PARA QUE AQUELES POSSAM PRECIPITAR ESTE, DESVANECENDO.SE POR ENTRE AS BRUMAS DA MEMÓRIA...
    QUE TUDO SE RECOMPONHA NA PAZ E NA HARMONIA...
    O POEMA É LINDO MAS NÃO CONHEÇO ESTE PARENTE...
    BJS
    ZITO

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Queridos,
      prefiro adiar e estar com vocês por inteira e livre de preocupações seja elas de qual for a natureza.
      Se possível repasse este recado aos amigos Djack e Tuta. já deixei recado para Dilita e Olimpio.
      Beijos de média cafeina

      Excluir
  2. Querida Nouredini

    Votos de boas melhoras, e que o desejo de tanto café esteja mais aplacado. Eu sei que isso a vai fazer sofrer, o seu organismo vai querer continuar com toda aquela cafeína, mas tem de ser forte e dizer a si própria de viva vóz "tanto café faz mal à saúde!" - Alto! Vou ser forte!
    É altura de escrever algo nas paredes, sobre esta contenção. Vá lá, a saúde está primeiro. Fico há espera para aplaudir a sua coragem.

    Quanto à viagem que estaria para breve, tenho pena, mas trata-se apenas dum adiamento; e o que não se faz em dia de Sta. Maria, faz-se no outro dia...
    Já dei o recado ao Olímpio. O tempo passa veloz, e logo logo cá chegará a Nouredini.

    Sabe, também não era a melhor altura para vir à Europa. Mudou a hora, os dias são mais pequenos, e não tarda fará frio, e chuva. Também o Fevereiro é igual, esse mês é o do granizo. Até pode estar seco, mas é frio porque é inverno. A Nouredini é que sabe, mas na primavera ou verão, seria melhor a escolha. De qualquer modo, aguardemos.

    Muito obrigada pelas visitas ao meu Birras, e pelas palavras simpáticas e amáveis que sempre me deixa.

    Passei no café e bolinho, gostei muito da forma humorística como deixou para nós as suas confidências.
    E a propósito, também sou fã do Ristretto e do Roma.

    Estou outra vez adoentada. Parece uma repetição do que tive em Setembro... "O caruncho está a atacar..."

    Beijinho, bom fim de semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida,
      votos de saúde e melhoras rápida ou um convívio mais tranquilo ocm as restrições de saúde.
      Agradeço as dicas da viagem e vou pensar sobre o assunto.
      A postagem de ontem tem um "q" de costura e artesanato que você vai gostar. Dê uma olhadinha!
      Também postei para uma maiga sua, aquela quel he enviou um link com fotos de um por do sol. Fiquei encantada com as fotos e sensibilizada com as referencias ao filho que partiu, mas creio que ela não está lendo ocm frequência pois esta operada dso olhos.
      Abraços em seu Olímpio.

      Excluir

Obrigada pela visita. Deixe seu comentáro, enquanto passo nosso cafezinho.